Brasil sim, com muito orgulho e com muito amor.

Acho que nem com todas as palavras do mundo, e nem que eu tivesse o dom de escrever bem, eu poderia expressar todo o sentimento que está dentro de mim. Eu vendo algo em relação a essa perda, eu começo a chorar, não ta fácil, mas lembro que não ta fácil para nenhum de nós brasileiros de verdade, para os que realmente estiveram ao lado do nosso país na vitória ou na derrota. Lembro do choro dos jogadores, aqueles jogadores que de repente, em pouco tempo, se viram perdidos, nós se vimos perdidos, 11 jogadores tentando fazer 200 milhões de pessoas, orgulhosas, felizes, e como o David Luiz disse:

 
Sim, isso foi muito feio, foi algo histórico na história mundial do futebol, e nem em um, dois, quatro anos, e nem daqui a duas ou três copas sera apagado, eu vivi isso, eu vi o meu Brasil perder de 7x1, e isso doeu, doeu muito. Mas eu não desisti, eu tenho orgulho de dizer que do começo ao fim, eu fiquei lá, torcendo, vibrando e acreditando no meu país, no país do futebol. Nosso país não é o melhor e nem chega perto de ser o melhor na educação, na saúde, e em tudo em relação á população. Mas no futebol podemos dizer que a gente vibra, grita, torce e comemora ou chora todo mundo junto. E era isso que eu gostaria de ver hoje.
  Se não é fácil perder uma semi-final, imagina perder uma semi-final em casa, com tantos gols do jeito que tomamos, justamente o país do futebol passar por tudo o que está passando e passou.

  Hoje, eu soube o que o James Rodríguez sentiu, quando a Colômbia foi eliminada, hoje eu vi nos olhos do David, do Oscar, dos jogadores, dos torcedores, a dor que é, ser eliminado. A dor que é tentar e tentar, e não conseguir. Hoje eu vi que temos o melhor jogador do mundo com a gente, aquele que estava lá para apoiar e consolar o James, mas não tinha ninguém para consolar ele.


  Queria muito não estar fazendo esse texto falando o quanto é triste ter que passar por tudo isso, queria muito dizer que estou orgulhosa pelo meu país por ter conseguido ganhar de um time tão forte, mas não, eu estou aqui fazendo esse texto e dizendo que estou orgulhosa sim do meu país, mas por acima de tudo, por não desistir. É na derrota, é na vitória.
  Mas no meio de tanta tristeza, o que eu acho ridículo é como muitos outros que se dizem brasileiros estão sendo, preciso confessar, deu uma tristeza enorme saber que muitos de nós estavam vaiando a nossa seleção, num momento tão crítico, me deu uma tristeza mais enorme ainda saber que muitos colocavam fogo na bandeira sagrada e estão debochando, é algo vergonhoso? Sim, é. Mas para que tudo isso? Não basta apenas se conformar e ver que o nosso país ainda vai passar por muitas outras copas e muitas outras vitórias? Que não foi dessa vez, mas da outra vai ser?

  Eu continuo acreditando no meio disso tudo, e acho que agora, mais do que nunca, devemos se unir e torcermos e apoiarmos mais nos próximos anos. Os jogadores da Colômbia, Costa Rica e outros, quando chegaram ao seus países, estava lá, a população toda aplaudindo e festejando como se eles estivesse ganhado a copa, e a gente? Como estamos? Culpando todos e não fazendo nada para perceber que perder faz parte? Não é assim que deve ser.
 E mesmo com tudo isso, eu continuo admirando muito o meu país, mesmo com esse "vexame", eu espero que um dia David, o cabelo de anjo, chore de felicidade, por ter feito o seu país feliz, como realmente queria. Hoje, ele perde a copa, mas ganha o Brasil inteiro.
Sim, eu sempre fui totalmente apaixonada por esse cara.








You Might Also Like

0 comentários