Um texto do baú

   Por que as madrugadas são sempre deprimentes? Por que eu estou aqui, sentada, escrevendo num caderno de 10 matérias, com uma caneta gel - que com certeza não é apropriada para escrever textos- me lembrando de tudo o que passamos um dia? Como se não bastasse eu estou ouvindo aquelas músicas que me deprimem até me fazer chorar. Mas eu só tenho 15 anos, 15 A-N-O-S, a "nossa música", um texto deprimente e lágrimas caindo por estar lembrando de tudo o que fomos um dia.
   Será que disso sai algo bom? Porque não é como se eu fosse contar uma história daquelas fofas de amor, alias, nunca estivemos juntos.
   Mas eu sinto a sua falta seu grande idiota, o que custa você vir falar comigo? Ser carinhoso novamente e não querer bancar o "amigo" como se tudo o que tivemos um dia ficasse para trás. NÃO FICOU PORRA! Porque eu tô aqui, presa com essas milhares de lembranças e sentimentos, pedindo baixinho para Deus, todos os dias antes de dormir, desde que você esqueceu de mim, para que você me ame novamente.
   Segunda-feira, madrugada, primeiro bimestre, provas vindo, notas baixas tendo que ser recuperadas, e eu ouvindo Papas da Língua rezando para você me amar! Preciso mudar de vida, e é isso que eu vou fazer, mas não hoje, hoje eu sinto a tua falta de novo, um dia talvez você sinta a minha. Piada boa! Mas já cansei de falar.
      Jéssica Marques

You Might Also Like

0 comentários